FLAGRAS DE MSN

23.Sep.10 | 21:27

Ela não continha as lágrimas quando contou para o pai que havia batido o carro dele. O velho, muito compreensivo, tentava acalmar a filha dizendo que o mais importante é que ela não havia se machucado. Quando foi na garagem ver o estado do BMW, quase teve um infarte. O xodó do Seu Olavo teve perda total.

Mariza tinha a fama de ser uma garota sem namorados, só ficava, nunca namorava. Um caso aqui, outro esqueminha alí… as garotas do colégio achavam que ela deveria se preservar mais, afinal, era a filha do reitor. Mariza não se importava, tocava a sua vida sem se importar com as fofocas.

Um dia Seu Olavo chamou a filha na reitoria, queria explicações! Em cima da mesa havia um envelope branco, aberto e escrito em vermelho “Foi assim que sua filha bateu o carro”. Era um DVD com imagens gravadas por um celular. Nelas apareciam um rapaz dirigindo o BMW do Seu Olavo enquanto Mariza, bem, Mariza estava… com a boca cheia.

O vídeo se espalhou pelo colégio e em dois dias o Flagra da “Mariza Sem Namorado” fez com que a jovem ganhasse um intercâmbio de quatro anos no Canadá.

Tempo suficiente para o povo esquecer um grande erro do passado.

***

Já dizia o poeta estudante:

SE fuder? Ou o flagra é de uma garota ou de algum fã do Restart.

***

Aos que criticaram e fizeram piadas (como eu), eis a verdade:

Por isso eu não acredito na democracia brasileira. Ainda bem!

***

Já dizia o sábio: Nada é tão ruim que não possa piorar”.

Que democracia é essa onde se é OBRIGADO a votar?

***

Piadas infames são sempre divertidas. São infames! Mas são divertidas.

Pronto. Agora você já tem uma piadóca para fazer com aquele seu colega de trabalho.

***

E eu achando que malandro era o Pato.

E o Jaspion que chamava o Gigante Guerreiro!

***

A ONU e as suas pesquisas ultra modernas.

Parece que depois da janta também.

***

Primeiro eu tentei achar o erro e depois me senti um idiota por não ter visto de primeira.

Realmente, foram os portugueses que plantaram todas as árvores do Brasil.

***

Há momentos na vida em que precisamos conversar seriamente com nossos amigos.

– E o cu? Também é com ela que eu vejo isso?

***

Namorar não é uma ciência exata, é um estudo social.

Só se o freelance valer MUITO a pena, se não você corre o risco de perder ‘o emprego’ por justa causa.

***

E para não dizerem que eu sou homofóbico.

Cada um no seu… redondo!

Share on FacebookTweet about this on TwitterGoogle+Pin on Pinterest

Comentários